Redes sociais


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Prefeito de Nordestina e esposa sofrem acidente nas Proximidades de feira

O prefeito de Nordestina Wilson Matos (Ito), sofreu um acidente de carro no início da tarde desta quarta-feira (26) na BR-116 no trecho entre Feira de Santana e Santa Bárbara.
De acordo com informações iniciais, o acidente envolvendo a caminhonete Hilux, cor branca, pertencente ao prefeito, ocorreu próximo ao posto Trevo, ainda não se sabe as causas do capotamento.
No momento do acidente o prefeito Ito estava na companhia de sua esposa, felizmente tanto o prefeito quanto a primeira dama sofreram apenas pequenos arranhões e passam bem. (Foto enviada por internauta via WhatsApp)
IMG-20141126-WA0002

Filho de Cansanção e preso pela PRF com 50. mil em grana mais drogas em Ribeira do Pombal

terça-feira, 25 de novembro de 2014
Por: TucanoBR
Além da grande quantidade da droga, foi encontrada com os suspeitos uma quantia de R$50.000,00 (Cinquenta mil reais), em notas de 100, aparentemente falsas. 

Por volta de 23:30hs de segunda-feira 24, policiais Rodoviários Federais interceptaram um caminhão baú, VW 8.150 E, de Placa Policial JKW 5322, com licença de Camaçari-BA, quando transitava pela BR 110, em Ribeira do Pombal. Durante a abordagem foram encontrados no veículo dezoito caixas, contendo maconha prensada em tabletes.  Além da grande quantidade da droga, foi encontrada com os suspeitos uma quantia de R$50.000,00 (Cinquenta mil reais), em notas de 100, aparentemente falsas.
Foram presos o condutor do veículo, Francisco Bernardino dos Santos, natural de Brejo Santo-CE, e José Ildo Alves Passos, natural de Cansanção-BA. De acordo com os depoimentos dos suspeitos, o veículo teria sido carregado em São Paulo-SP, e tinha como destino a cidade de Caruaru-PE.
Estima-se que aproximadamente 300Kg da droga tenha sido apreendida na ação. Também foram solicitadas as perícias para a confirmação na adulteração das notas, bem como o documento CRLV e chassi do veículo.
Os suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Ribeira do Pombal, onde se encontram custodiados.
Continuamos “de olho na notícia” em busca de mais novidades sobre o caso.
Redação: Pombal Alerta
Com informações e fotos: PRF e repórter Paulo Andrade (Rádio Pombal FM)

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Professores Desnecessários à Igreja: O leigo-desleixado

O primeiro tipo de professor desnecessário à igreja contemporânea é o leigo-desleixado. Por leigo entendo aquele que não tem formação pedagógica. Nessa categoria temos milhares de professores nas Escolas Dominicais atuando sem formação pedagógica formal. Eu mesmo iniciei a prática da educação cristã como professor leigo.
Ao passar pelos corredores da história da educação brasileira, ou conferir as estatísticas modernas a respeito da formação do professor, encontrar-se-á o leigo transitando e atuando na educação infantil e primária. Da reforma pombalina [1] ao final da Década da Educação [2], a presença do professor leigo é incontestável.
A proliferação de professores sem qualificação pedagógica é muito frequente nas áreas excluídas e pobres dos estados brasileiros, principalmente nas zonas rurais das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. As características mais comuns desses esforçados voluntários da educação são:
a) ensino fundamental incompleto (muitos estudaram apenas até a 4ª série); e
b) falta de habilitação técnica [3].
Contudo, fizeram e ainda fazem o que podem para ensinar o pouco que sabem à criança, ao jovem e adulto esquecidos pelo poder público. Observe ainda, essa realidade social não é diferente da que encontramos em muitas escolas dominicais no Brasil.
Para atender a demanda e qualificar esses voluntários, o Ministério da Educação (MEC), em 1999, criou o Programa de Formação de Professores em Exercício (PROFORMAÇÃO), que, sendo um curso de Ensino Médio, procurava habilitar os leigos para o magistério na modalidade EaD – Ensino à Distância. Os professores assim formados estariam aptos para trabalharem na Educação Infantil, nos quatro primeiros anos do Ensino Fundamental, e, consequentemente, na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Mesmo assim é possível questionar a qualidade dessa formação. Essa realidade torna-se ainda mais complexa quando observada na perspectiva das creches e casas de acolhimento, mas essa temática está longe dos objetivos aqui propostos. Por conseguinte, a realidade verificada na sociedade brasileira não é diferente daquela que encontramos em nossas igrejas, uma vez que a comunidade cristã está inserida na sociedade e socialmente a reflete.
Retornando à perspectiva eclesiástica, o crescimento e fortalecimento das igrejas protestantes no Brasil deve-se, acima de tudo, ao trabalho do leigo – aquele que não foi ordenado às hierarquias eclesiásticas. O trabalho realizado pelo leigo foi até mesmo reconhecido e defendido pela cúria católica romana. Entre nós, pentecostais, não é novidade aquilo que outros estão descobrindo mais recentemente. Mas a comparação é apenas fugidia e retórica. Ser leigo ou exercer um dos ministérios laicais entre os católicos não tem o mesmo significado que atribuímos ao exercício do leigo, por exemplo, na Assembleia de Deus, ou igrejas pentecostais – que cresceram por meio do ministério dos leigos. O laicado entre os católicos é organizado e dirigido. Acontece que leigo para a cúria romana é, correndo o risco de uma simplificação exacerbada, aquele cristão (ele ou ela) que não é ordenado, e, não significa, como já observamos, e pretendo afirmar acerca dos pentecostais, um sujeito sem formação ou qualificação para o exercício do ministério, sem compreender sua vocação e missão profética no mundo.
A essa altura de nosso artigo, posso correr o risco de classificar alguns tipos de laicado:
a) leigo, em sentido próprio, isto é, não ordenado;
b) leigo-prático, sem qualificação ou formação, mas que exerce a função no lugar de um qualificado;
c) leigo-desleixado, o negligente, preguiçoso, descuidado.
Assim, não vejo qualquer problema em ser leigo em sentido próprio na igreja. Eu mesmo, repito, iniciei o ministério de ensino como leigo durante muitos anos (sem ser ordenado ao ministério e sem qualificação pedagógica formal). Contudo, existe uma diferença entre o leigo das categorias “a” e “b” com o da categoria “c”, o desleixado.

O primeiro não foi ordenado ao ministério, mas, potencialmente, é um obreiro. Ele possui ou está em processo de formação e até mesmo de ordenamento, e mesmo que não seja assim, ele é qualificado para o exercício docente.

O segundo exerce uma função, no caso a docência, mesmo sem estar formalmente qualificado. Ele é, como afirma Martins, “professor prático experimentado-leigo na docência”[4]. Essa classe de professor não possui a teoria que deve embalar a formação, mas desenvolveu uma prática que o “qualifica”, pela experiência e conhecimento, ao exercício magisterial, mesmo que limitado. Embora o leigo-prático não tenha a formação técnica ou acadêmica, ele se preocupa com sua formação, fazendo aqui e ali, cursos de pequena duração para o exercício do magistério eclesiástico. É fácil identificá-lo:

(1) sua presença é certa em seminários e congressos de educação para capacitação e formação de professores da ED; 

(2) sempre está presente nas reuniões de professores; 

(3) busca capacitação adequada; 

(3) costuma variar os métodos em sala de aula, conforme a necessidade de seus alunos; 

(4) busca formação teológica, seja Básico, seja Médio, ou Bacharel em Teologia; 

(5) reconhece suas limitações e, caso não tenha completado os estudos, empenha-se em concluí-los para exercer o ministério mais eficientemente; 

(6) não se aparta dos livros de teologia, didática e formação geral; 

(7) tem em grande estima aqueles que, como ele, se dedicam ao munos docendi (ministério do ensino); 

(8) se esforça para aprender e melhorar como pessoa cada vez mais.
Todavia, o terceiro, o leigo-desleixado, diferente dos anteriores, não tem qualquer interesse em sua própria formação. Ele é fácil de identificar, porque, como o próprio termo designa, é indolente, preguiçoso, relapso e não tem qualquer interesse em ser um docente qualificado. Está mais interessado no título e na ocupação, que lhe dão status na comunidade, do que preocupado em exercer o magistério cristão com eficiência. Ele:

(1) falta constantemente aos seminários para professores; 

(2) dificilmente aparece nas reuniões de professores; 

(3) enfada aos alunos pela falta de método e didática; 

(4) não tem qualquer interesse em buscar formação teológica, na verdade, ele é contra a teologia;

(5) jamais reconhece suas limitações e não tem qualquer interesse em estudar ou concluir os estudos; 

(6) não lê qualquer manual didático, com exceção da Bíblia a qual não entende apropriadamente;

(7) critica os professores que se dedicam ao magistério cristão porque entende que o dom é suficiente para o desempenho do munus docendi; 

(8) é desleixado com sua própria formação.
É possível restaurar o sabor do sal depois de insosso?, pergunta o Mestre dos mestres. Essa última classe de professor não está qualificada para enfrentar os modernos desafios do ofício docente. A igreja contemporânea, preocupada com os desafios modernos, externos e internos, não deve tolerar em suas fileiras magisteriais professores que são entraves ao crescimento do Corpo de Cristo.
Ora, se o motor do carro entra em pane, o motorista leva o veículo ao farmacêutico ou açougueiro? É claro que conduz para o mecânico, aquele que é especializado. Suponhamos que uma pessoa repentinamente sofra do coração e, ao chegar na sala cirúrgica, vê um indivíduo com um macacão cinza, todo sujo de graxa, com mãos grandes e grossas, abrindo uma caixa de ferramenta e retirando uma chave de grife, martelo, alicate, furadeira... O paciente atônito, com a voz trêmula e olhos esbugalhados, pergunta:
- o senhor é o cirurgião?
Ele, sem confiança, responde:
- É que o cirurgião não está, e o hospital imaginou que pelo fato de eu consertar motor de carros estou apto para fazer cirurgias no coração.
Se o paciente não morrer de susto, certamente morrerá na cirurgia. Se costumamos levar nossos aparelhos aos profissionais para que possam consertá-los; ou temos o hábito de consultarmos especialistas, por qual motivo os pais devem levar seus filhos todos os domingos para assistirem aulas com professores dominicais desqualificados? Os objetos valem mais do que as pessoas? O ministério de ensino é tão vulgar a ponto de qualquer um poder exercê-lo?
Pr. Esdras Costa Bentho é Pedagogo, Teólogo e Mestre em Teologia pela PUC-RJ
 Notas
[1] Marques de Pombal (1699-1782) foi o responsável pela expulsão dos jesuítas do Brasil e pela reforma educacional, conhecida como “reforma pombalina”.
[2] A Década da Educação foi uma iniciativa política e educacional, cuja Lei 9.394/96 , Art. 87 § 4º estabelecia que até 2006 (isto é, de 1996 a 2006) somente seria admitidos como educadores professores habilitados em nível superior ou formados por treinamento em serviço. 
[3] De acordo com o Dicionário Interativo da Educação Brasileira em 1999, cerca de 30%, dos 456 mil professores de ensino fundamental no Norte, Nordeste e Centro-Oeste não tinham habilitação para lecionar. Ainda, de acordo com dados do MEC, do universo de professores leigos existentes no País, na mesma época, cerca de 113 mil não haviam concluído sequer o ensino fundamental. Segundo dados do MEC, o Proformação conseguiu diminuir o número de professores leigos no Brasil para 45 mil, em 2001.
[4] MARTINS, M.A.V. O professor como agente político. São Paulo: Edições Loyola [?], p.18. Coleção “Educ-ação” – 13.

Mãe do pastor Saeed Abedini foge do Irã após ameaças

Por causa da intimidação por parte do governo, ela teve que deixar o país para não ser presa
Fonte: Portas Abertas | 10/11/2014 - 08:15
 
 
Mãe do pastor Saeed Abedini foge do Irã após ameaças
Depois de repetidas ameaças de morte, a mãe de Abedini e dois de seus irmãos fugiram do Irã no dia 31 de outubro e estão aguardando transporte para serem levados para os Estados Unidos, informou Naghmeh Abedini, esposa do pastor.
Naghmeh disse que sua sogra está com o coração partido por deixar Saeed, mas ela não teve escolha. “A mãe de Saeed tem estado sob constante intimidação por parte do governo iraniano, já que tem acompanhado o caso de Saeed (clemência para ele ser tratado em um hospital) e agora se vê forçada a deixar o Irã por estar sob a ameaça de ser presa”, escreveu Naghmeh em sua conta no Facebook.
“O juiz disse que o indulto não é uma opção e que não permitirá que Saeed seja tratado em um hospital”, acrescentou.
Naghmeh afirma que a despedida entre Saeed e sua mãe comovente. Devido ao estresse ela foi internada pela quarta vez. Mas já se sente bem. “Agradeço a todos que tem orado pela mãe de Saeed. Ela está segura e fora do Irã.”
O pastor Saeed Abedini foi espancado muitas vezes na prisão, e está com o estado de saúde fragilizado.
Naghmeh Abedini mantém a esperança e orações
A esposa do pastor assegura que, apesar de tudo, ainda mantém sua esperança e orações. “Sei que Deus está no controle e só Jesus receberá toda a glória pela liberação de Saeed”, disse ela para mais de 38 mil seguidores no Facebook.

Cassação de Marisa Lobo é anulada e psicóloga cristã comemora: `Resposta de Deus´

Psicóloga reforçou o caráter de perseguição religiosa que o caso ganhou

Fonte: Guia-me | 10/11/2014 - 08:30
 
 
Cassação de Marisa Lobo é anulada e psicóloga cristã comemora: `Resposta de Deus´
Na última quinta-feira, 06/11, a Justiça Federal anulou o processo administrativo do Conselho Regional de Psicologia do Paraná, que havia resultado inicialmente na cassação do registro profissional da psicóloga cristã Marisa Lobo. O mandado de segurança foi expedido pelo juiz federal Cláudio Roberto da Silva.
Entre as acusações que contribuíram para este processo de cassação da licença da psicóloga, o Conselho alegou que Marisa teria fundamentado suas práticas profissionais em dogmas religiosos e chegando a oferecer a tão polêmica "cura gay" a pacientes homossexuais. Posteriormente, a questão da cura gay chegou a ser retirada do processo, porém as acusações de proselitismo religioso foram mantidas.
A decisão do Conselho de Psicologia ocorreu em Maio deste ano (2014) e foi duramente criticada por diversos representantes cristãos.
Para o advogado de defesa de Marisa, Gustavo Kfouri, a decisão mais recente (de anular o processo) mostra que, apesar dos Conselhos deterem a prerrogativa da utilização dos poderes de polícia e disciplinar, eles se encontram submetidos aos limites constitucionais.
“O Conselho tem limites. Ele não pode impor regras não previstas em lei e cercear as liberdades de expressão e de religião”, explica Kfouri.
O Conselho Regional de Psicologia do Paraná informou que ainda não foi notificado da decisão judicial, mas que o Conselho Federal deverá se pronunciar sobre o caso.
Em entrevista ao Portal Guiame, Marisa reforçou o caráter de perseguição religiosa que o caso ganhou.
"Desde o começo eles (Conselho) inventaram a questão da cura gay, porque eu falo tecnicamente contra a ideologia de gênero e outras aberrações que o Conselho quer enfiar goela abaixo de todo o povo. O Conselho me perseguiu, porque eu o estava denunciando e não por causa de 'cura gay' - tanto que eles mesmos tiraram isto do processo e se focaram contra a questão da psicologia cristã. Então ficou claro que era um caso de perseguição religiosa", disse.
Arquivo
No dia 27 de agosto (dia do psicólogo) deste ano, Marisa recebeu diversos ataques / ofensas de internautas, em seus perfis das redes sociais (Twitter / Facebook).
"O que mais me deixava maluca era quando eles perguntavam: 'Cadê o teu Deus?' ou me diziam coisas do tipo: 'Manda o teu Deus descer da cruz para te ajudar'. Eis a resposta: Se o meu Deus estava em silência, era porque Ele estava trabalhando e agora Ele deu a resposta", finalizou.

Líder Religioso Myles Munroe morre nas Bahamas eacidente de avião

Segundo agências internacionais de notícias, além do líder, estavam também no avião, sua esposa, Ruth, e sua filha, que também acabaram morrendo no acidente

Fonte: Guia-me | 10/11/2014 - 09:00
 
 
Myles Munroe morre em acidente de avião, em Bahamas
Autor, pastor e palestrante internacionalmente conhecido, o líder da organização "Bahamas Faith Ministries International", Dr. Myles Munroe foi um dos nove passageiros de um avião que caiu em Grand Bahama, na tarde deste domingo (09).
O jato executivo deixou o Aeroporto Internacional de Lynden Pindling com destino a Grand Bahama, segundo o Departamento de Aviação Civil local. O avião partiu às 16:07, levando nove pessoas.
O acidente ocorreu quando a aeronave fazia sua aproximação para o pouso.
Segundo agências internacionais de notícias, além do líder, estavam também no avião, sua esposa, Ruth, e sua filha, Charis, que também acabaram morrendo no acidente.
O motivo da viagem era a realização de uma conferência internacional de liderança, organizada pelo próprio ministério do Dr. Myles.
Em comunicado oficial no perfil do líder no Facebook, o Ministério confirmou a realização da conferência e pediu que todos continuem colocando os parentes de Myles em suas orações.
"Amigos do Facebook Queridos, Em nome da Myles Munroe Internacional e ITWLA, Gostaríamos de informar que o Fórum de Liderança Global vai continuar. O Fórum se realizará durante dois dias e meio (segunda, terça e quarta-feira de manhã). Isto é o que o Dr. Munroe teria desejado. Por favor, mantenha sua família e ministério em orações", disse o comunicado.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

AMADOS, AGORA ,SOMOS FILHOS DE DEUS

DEUS É PAI E É SANTO, SEUS FILHOS SÃO TAMBÉM SANTOS

Embora haja muitos Cristãos hoje, vemos que muitos deles só vão à igreja aos Domingos, e isto não aclara o padrão e a Palavra de salvação não é achada em os seus corações. Mas Jesus disse, " Em verdade em verdade te digo, a menos que uma pessoa nasça da água e do Espírito, ele não pode entrar o reino de Deus" (João 3:5).

O que é nascer novamente aqui? Nascer novamente não é só desistir de uma vida pecaminosa e começar uma nova vida depois que acreditar em Jesus, como a maioria das pessoas pensa. Embora isto fosse bom, isto em si não faz nascer novamente, nem terá como salvar. Quando a Bíblia conta-nos que nós devemos nascer novamente da água e do Espírito, significa que os "pecadores devem arrepender-se, devem acreditar no batismo de Jesus e no sangue da Cruz, e assim receber a remissão dos pecados nos seus corações e torna-se justo " Em outras palavras, significa nascer de cima. Isto não é uma mudança que vem do ser humano, mas é uma transformação que vem de Deus.

Em 1João 5:6-7, a Bíblia diz, "Ele é quem adquiriu água e sangue - Jesus Cristo; não só por água, mas por água e sangue. E é o Espírito é o que testemunha, porque o Espírito é a verdade. Há três testemunhas no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um "veio a esta terra por água e por sangue. Jesus nasceu encarnado no corpo da Virgem Maria na carne de homem, e quando completou 30, foi batizado por João Batista no Rio Jordão. O trabalho de salvação que nos faz nascer novamente da água e do Espírito começou com o nascimento de Jesus, e pelo modo como lavou os pecados do mundo por receber Seu batismo de João Batista, o representante da humanidade, no Rio Jordão.

Sabemos muito bem que Jesus foi condenado em nosso lugar por derramar Seu sangue na Cruz. Mas por quê Jesus, o próprio Deus sem pecados, teve que suportar esta condenação na Cruz? Há causas e efeitos em todas as coisas. Que Jesus morreu na Cruz por nossos pecados muito proximamente está relacionado ao acontecimento de Seu batismo, quando foi batizado por João Batista no Rio Jordão, era uma forma de nos colocar em suas mãos. O Apóstolo Pedro disse em 1 Pedro 3:21 que aquele batismo é um modelo que nos salva. Isso significa que Jesus veio pelo batismo e pela cruz.
No batismo de Jesus está escondido o mistério da remissão dos pecados, o mistério do nascer da água e do Espírito. Se, apesar disso, nós quisermos ignorar este batismo de Jesus e não acreditar nele, então nós nos estaremos traindo e nos afastando de Deus e abandonando a própria salvação